Em vez de escolher entre o fio dental e a escova interdental, o mais indicado é combinar o uso das duas. A dupla chega a lugares que a escova não alcança e elimina restos de alimento e bactérias que ficam entre os dentes.

Interdental

Na arcada dentária humana existem locais anatômicos, com cavidades, depressões e irregularidades que só o fio e a escova interdental conseguem fazer a limpeza adequadamente. “A higienização entre os dentes é tão importante que é considerada a principal diferença entre os indivíduos de países que conseguiram

erradicar a cárie, por isso, enquanto a higiene da região proximal não for uma rotina, as pessoas vão continuar com cáries e doenças gengivais”, diz o dentista Hugo Lewgoy.

Mas, na hora de escolher a escova interdental, a orientação do dentista é indispensável. Isso porque o mercado oferece vários formatos e diâmetros que variam de pessoa para pessoa. “Se a escova for muito fina, não higieniza de forma adequada e, se for muito grossa, não se encaixa ou não entra no espaço entre os dentes, e, em ambos os casos, pode provocar trauma e retração gengival”, explica.

Passo a passo para usar escovas interdentais:

  1. Adquira uma escova interdental de boa qualidade. Consulte o seu cirurgião-dentista sobre as melhores opções, pois as escovas interdentais não são iguais.
  2. Localize o espaço entre dois dentes e insira a ponta da escova de forma inclinada em um ângulo de aproximadamente 45º graus em direção à gengiva. Nos dentes superiores, incline a escova para cima e, nos dentes inferiores, incline a escova para baixo.
  3. Este acesso deve ser feito delicadamente com uma pressão suave e sem forçar a escova. Dê preferência para os dentes da frente ou anteriores.
  4. Deslize a escova perpendicularmente em relação aos dentes em um movimento de fora para dentro da boca. A escova deve deslizar facilmente, sem qualquer pressão.
  5. O uso da escova deve ser feito diariamente, mas apenas insira e remova, não há necessidade de repetir o movimento para frente e para trás. Isto poderia machucar a gengiva ocasionando retrações e provocando espaços ou pontos escuros entre os dentes.
  6. Quando a escova interdental é inserida pelas primeiras vezes entre os dentes, é possível que a gengiva sangre um pouco e cause algum desconforto doloroso. Isso não é motivo para preocupação, porque não significa que se tenha traumatizado a gengiva, mas sim que existe uma inflamação prévia causada pela placa bacteriana. Só ocorrem sangramentos nas gengivas quando estão inflamadas pela presença da placa bacteriana ou ao se utilizar uma escova com diâmetro inadequado. Ao utilizar a escova interdental corretamente, o sangramento desaparecerá em até dez dias.