Varizes (Escleroterapia Comum e Técnica da Espuma)

Escleroterapia Comum e Escleroterapia com Espuma

A chamada Escleroterapia, hoje muito utilizada com a técnica chamada de espuma, consiste em utilizar substâncias por meio de injeções intravenosas que promovem uma irritação química no interior dos vasos fazendo com que a suas paredes grudem uma nas outras e o sangue não se propague. É daí que surge o termo “secar os vasos”.

pernabonitaA mais moderna e efetiva substância utilizada na aplicação é o polidodecanol, muito seguro em mãos competentes. Outra substância também utilizada e a glicose.

O volume aplicado é de acordo com tamanho da veias e do paciente. As aplicações são feitas periodicamente, observando a evolução do tratamento.

Os avanços da Técnica da Espuma com polidodecanol tem sido extraordinários em benefício do paciente por ser um tratamento ambulatorial, evitando assim internações, anestesias e a possibilidade de infecções hospitalares. Dessa forma você não precisa abandonar suas atividades laborativas.

Importante aqueles paciente que referem dores nas pernas, afastar a possibilidade de estar desenvolvendo uma trombose (perigo de embolia) ou flebite de veias superiores ou profundas.