Vitamina D pode reduzir risco de infecções respiratórias agudas

A vitamina D tem sido cada vez mais utilizada nas diferentes especialidades médicas, tornando-se frequente nas prescrições terapêuticas. Seus benefícios são amplamente discutidos em diversos estudos. O mais recente deles analisou o impacto da suplementação de vitamina D na redução do risco de infecções respiratórias agudas.
No recente estudo publicado no Brithsh Medical Journal (BMJ), pesquisadores fizeram uma meta-análise de ensaios clínicos randomizados, duplo-cegos e controlados com placebo.

Vitamina D pode proteger contra gripes e resfriados

De acordo com os cientistas, o nutriente evita ainda outras infecções respiratórias, incluindo pneumonia, bronquite e ataques de asma.
Um estudo publicado nesta quinta-feira mostrou que o consumo da vitamina D como suplemento nutricional pode ser um grande aliado para o sistema imunológico. A pesquisa, realizada em 14 países, com base em 25 testes clínicos, foi publicada na revista científica Brithsh Medical Journal. Segundo as conclusões do estudo, essa é a “ a primeira prova definitiva” entre a relação com a vitamina D e a prevenção de doenças, como a gripe e o resfriado.
Em países de climas frios, onde a população tem pouca exposição á luz ultravioleta, é bastante comum a deficiência do nutriente, que é absorvido pelo corpo. A relação da vitamina D com a prevenção de doenças respiratórias pode ser explicada pelo fato de que resfriados e gripes são mais comuns durante o inverno, época do ano em que a absorção da vitamina é mais baixa. O nutriente seria capaz de reforçar as defesas naturais do corpo e com isso, protegeria contra infecções respiratórias, como pneumonia, bronquite e ataques de asma.
“Os efeitos protetores dos suplementos de vitamina D são mais fortes nas pessoas que têm níveis mais baixos da vitamina”. Além disso, é mais eficaz quando o suplemento é tomado diariamente, mais que em doses espaçadas. O estudo, conduzido por pesquisadores, da Universidade Queen Mary, em Londres, acompanhou 11.000 pessoas.